Make your own free website on Tripod.com

Reprodução

    Para a reprodução, nunca adquira apenas um casal, o que tornaria mais restritas as chances de sucesso. Num aquário de aproximadamente 40 litros poderão ser colocados de 4 a 6 casais para a reprodução. Para aqueles que pretendem obter variedades puras e raras, os cruzamentos deverão ser feitos com machos e fêmeas da mesma linhagem. Quando o casal é de linhagem diferente, a perpetuação da raça pura é impedida.

    Quando os casais são colocados no aquário, você vai perceber o macho nadando ao lado de sua companheira, num característico ritual amoroso. Ele vibra as nadadeiras dorsal e caudal, fazendo uma manobra em "S" e introduz o gonopódio (nadadeira anal modificada e com função de órgão sexual)  no oviduto da fêmea (poro genital), fertilizando-a.

    O período de gestação dos filhotes varia de 22 a 25 dias. Próximo ao nascimento, o abdômen da fêmea se apresenta bem inchado e surge perto da nadadeira anal uma mancha escura, chamada "mancha de gravidez" e que vai aumentando quanto mais cheia de alevinos estiver. Assim que todos forem expelidos, os adultos serão retirados do aquário para não comerem os filhotes. Se preferir, use uma criadeira no ambiente.

    Conforme nascem, os alevinos sobem à superfície e dão uma "golada de ar", para expandir suas bexigas natatórias.