Make your own free website on Tripod.com

Guia de Reprodução

 

Dias 1-2 – Antes de uma boa reprodução, você deve tomar algumas providências: primeiro escolher um bom casal, jovem, e prontos para a reprodução (observe os ovos enchendo a barriga da fêmea). Reserve um aquário de 25 litros, encha até a profundidade de uns 10 cm, com um tronco desidratado e ponha o macho. Coloque a fêmea em um vidro ou aquário pequeno às vistas deste macho (pode usar criadeira ou garrafa dentro do aquário).

    Logo ele ficará agressivo, abrirá suas guelras e iniciará o feitio de um belo ninho de bolhas nas superfície, normalmente em um dos cantos do aquário, no tronco ou em torno de uma planta flutuante. A fêmea mostrará linhas verticais no corpo (é difícil dizer em fêmeas albinas ou claras). A compatibilidade inicial deverá ficar evidente em 2 a 12 horas.

Dias 3-5 – Caso seja evidente a compatibilidade do casal e o ninho de bolhas esteja pronto, é hora de juntar a fêmea. Ela irá aceitar ou rejeitar o ninho em 24 a 48 horas. Se rejeitar, ela tentará destruí-lo. Se ela aceitar, eles iniciarão a dança do acasalamento, despejando ovos (25 a 200) e sêmen para o fundo do tanque. O macho recolherá carinhosamente os ovos e colocará, um a um no ninho. Essa é a importância da altura da coluna da água, que não deverá ultrapassar 10 ou 15 cm, para evitar perda de ovos que não agüentariam a pressão do fundo de um aquário mais alto. Quando aparentar que ela acabou a postura e não demonstra mais interesse, nós a retiramos. O macho irá continuar a cuidar dos ovos e do ninho. Alguns machos são melhores que outros nesta ação, mas normalmente eles melhoram com a prática. Alguns machos, inclusive, comem os ovos ou alevinos. Nós devemos removê-los assim que notarmos este procedimento.

Dois dias depois...

    Os ovos deverão eclodir após 24 a 36 horas depois de depositados. Logo ao nascer, o alevino cai para o fundo do aquário e é recolocado por seu pai na superfície. Nesse ponto que nós vimos como é importante um bom pai. Se ele comer os ovos ou os recém-nascidos, remova-o e reduza a coluna de água do aquário para 3 a 4 cm. Os alevinos permanecem na superfície por aproximadamente 1 a 2 semanas.

     Um bom pai vai ajudá-los a subir se eles afundarem. Os alevinos vão passar as primeiras 2 semanas de vida na superfície, sob os cuidados do pai, que só deve ser retirado quando os filhotes apresentam uma mobilidade suficiente que permita sua independência. Já podem comer infusórios a partir do terceiro ou quarto dia. Desde os 5-7 dias, nós podemos começar a introduzir a ração, com calma. O tanque deve ser mantido tampado (a umidade é essencial para o desenvolvimento do labirinto) até as 4-5 semanas, quando eles já deverão estar se movendo por todo o aquário. Alguns alevinos, já na quinta semana deverão ganhar cores. Na sexta semana, podemos mudá-los para um tanque maior, de uns 60 a 80 litros (ou até maior, se você tiver espaço).